top of page

Aumento nas exportações e nos preços das commodities impulsiona contratações no agronegócio

Entre 2019 e 2022, a formalização da mão de obra no agronegócio (incluída a agroindústria) passou de 38,4% para 40,1%, o maior percentual da série histórica do IBGE desde 2016.

Embora seja ainda baixo em relação a outros setores da economia, os números mostram que o setor está contratando trabalhadores mais qualificados.


No período, foram abertos 359,6 mil empregos formais e fechadas 15,47 mil vagas informais. O aumento se deu em grande parte pela alta nas exportações.


A alta nos preços das commodities elevou as margens dos produtores, que aumentaram os investimentos e a incorporação de tecnologia.


As taxas de formalização, no entanto, não são uniformes entre os segmentos. Enquanto a agroindústria de produtos alimentícios tem 67,8% de seus empregados com carteira assinada, os percentuais caem para 23,2% na agricultura e 22,6% na pecuária.


É relevante dizer que parte da informalidade do agronegócio pode ser explicada pelo grande número de produtores que ainda operam sem CNPJ.


Conte sempre com uma consultoria financeira qualificada e com profissionais experientes para obter as melhores soluções!!!


MLuz Consultoria

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page