top of page

Fusões e Aquisições (análise do mês): abril 22

O mercado brasileiro de fusões e aquisições em abril de 2022 manteve viés de queda com recuo de 0,6% do acumulado dos últimos doze meses e com 1.965 operações, comparado com o mesmo período do mês anterior.


No mês de abril foram realizadas 143 transações, queda de 7,1%, em relação à março e investimento de R$ 56,8 bilhões. Se comparado com abril de 2021, as quedas foram de 7,1% no volume e de 31,2% nos investimentos.


Tanto o volume como os investimentos das transações dos primeiros quatro meses do ano, de porte acima de R$ 1,0 bilhão, foram as que acusaram a maior queda.


O volume e os investimentos realizados nas operações de porte até R$ 50 milhões foram os únicos que apresentaram crescimento, de 34,3% e 49,6%, respectivamente.


Os setores de Tecnologia da Informação, Instituições Financeiras e Companhias Energéticas foram os mais ativos e os investidores nacionais predominaram.


A maior transação do mês de abril/2022 foi a fusão da Aliansce e BR Malls formando a maior companhia de shoppings do país e também da América Latina.

Evolução nos últimos 5 anos

Setores mais representativos

Maiores quedas

Porte das transações

Das 143 transações apuradas no mês, 103 são de porte até R$ 49,9 milhões – 72,0 % do total e responderam por 2,6 % do seu valor.


No acumulado do ano, para este mesmo porte de operações, registraram-se 411 transações representando 70,7% do total e 3,8% do valor.

Valor médio das transações

Valor médio das transações nos primeiros 4 meses do ano registra queda de 38,7% em relação ao mesmo período do ano passado.


O valor médio das transações realizadas no acumulado do ano alcançou R$278,1 milhões, contra R$ 454,0 milhões no mesmo período de 2021, representando uma redução de 38,7%.

Conte sempre com uma consultoria experiente e com profissionais qualificados para obter as melhores soluções!!!


MLuz Consultoria

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page