top of page

Inflação em 12 meses tem a maior alta desde 2016

A inflação oficial brasileira, medida pelo IPCA, acelerou mais que o esperado em outubro, pressionada por serviços, combustíveis e o aumento da demanda decorrente do avanço da vacinação.

A alta levou a revisões das projeções de bancos, consultorias e instituições financeiras. O Índice teve aumento de 1,25% em outubro, após elevação de 1,16% em setembro, segundo IBGE.


Em 12 meses, atingiu a marca de dois dígitos, chegando a 10,67%. Trata-se da maior taxa desde janeiro de 2016.


Além do efeito da demanda, há fatores relevantes para o IPCA de outubro. Cerca de um terço da alta do índice veio da gasolina, passagens aéreas e da energia elétrica. Os preços desses itens subiram 3,10%, 33,86% e 1,16%, respectivamente.


A alta disparou um alerta do mercado para impactos na inflação de 2022 e gerou a sensação de que o Banco Central pode ser obrigado a acelerar ainda mais o ritmo de elevação da Selic.


Para obter as melhores soluções, conte sempre com uma consultoria experiente e com profissionais qualificados.


Até a próxima!!!

MLuz Consultoria

6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page