top of page

Oferta inicial de ações (IPOs) sofre retração em início de 2022

Janeiro de 2022 tem sido de retração para as ofertas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês).

Dentre os principais fatores que têm gerado essa retração estão a volatilidade do mercado face aos problemas fiscais, inflação e eleições.


Isso porque o valor de mercado de uma estreante na bolsa acaba se baseando também na comparação com empresas que possuem capital aberto do mesmo setor.


Mesmo a alta do Ibovespa e a entrada de R$ 47 bilhões de capital estrangeiro em compras de ações na B3 não foram suficientes para reverter este cenário.


Nesse contexto, as ofertas subseqüentes de ações (follow-ons) ganham mais tração por apresentarem menor risco, possuírem maior liquidez e oferecerem os preços das ações mais coerentes que nos IPOs, já que são baseadas nos papéis da própria empresa.


Outros segmentos que passam a se fortalecer neste ambiente são o mercado de fusões e aquisições e o de levantamento de recursos privados para as empresas que precisam de dinheiro para ampliar seus negócios.


Conte sempre com uma consultoria experiente e com profissionais qualificados para obter as melhores soluções.


Até a próxima!!!

MLuz Consultoria

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page