top of page

Por que empresas têm dificuldades em prosperar após a Recuperação Judicial?

Um dos grandes motivos é que as companhias não focam em fazer uma reestruturação interna para recuperar a operação. A dívida é equacionada, porém a gestão da empresa não é alterada e o resultado é que as empresas continuam funcionando, mas numa escala menor e sem condições de crescimento.

A Recuperação Judicial


Inspirada na legislação americana, a recuperação judicial foi desenhada para recuperar as empresas. Nos Estados Unidos, o processo é mais ágil, o mercado mais maduro e o envolvimento do credor é maior. Por isso, a taxa de sucesso varia historicamente entre 20% e 30%, bem acima da brasileira.


A nova Lei de Falências e Recuperação Judicial


De uma forma geral a nova Lei traz muitos benefícios para os empresários. Entre os benefícios estão que: o plano pode ser proposto pelo credor, o produtor rural está apto a entrar com pedido de recuperação, a distribuição de lucros e dividendos até a aprovação do plano está impedida e considerada crime passível de pena de prisão e multa, entre outros.


Por que poucas empresas conseguem se recuperar no Brasil ?


Questões econômicas e divergências entre empresas e credores


Questões burocráticas e econômicas também justificam o pequeno número de empresas recuperadas no Brasil. Os trâmites são demorados, principalmente devido a divergências entre empresas e credores.


Planos de recuperação focados apenas em renegociar dívidas


A maioria dos planos aprovados não são projetos de reestruturação para tornar a empresa viável economicamente. São basicamente renegociações de dívidas. Isso explica em parte por que a taxa de sucesso é tão baixa.


Características de uma recuperação judicial bem sucedida:


Para uma recuperação judicial ser bem sucedida nos termos que a lei propõe, deve-se, além de pagar credores, realizar uma reestruturação interna e das dívidas para a empresa voltar a produzir, gerar empregos e pagar impostos.


Procurar a recuperação com recursos em caixa


Protocolar o pedido de recuperação no momento correto é também muito importante e aumenta as chances de sucesso. Há muitos casos de companhias que recorrem à recuperação judicial tardiamente, praticamente à beira da falência.


Realizar o pedido com recursos em caixa que garantam o andamento da operação é muito importante, pois, na recuperação, a empresa fica sem crédito no mercado.


Com a operação parada, as empresas perdem clientes, ficam com produtos e maquinário obsoletos e assim, quem passa a decidir o futuro da empresa são os credores e a Justiça.


A recuperação judicial tem a função de evitar que uma empresa em dificuldade financeira chegue à falência. É um processo pelo qual a companhia endividada consegue um prazo para continuar funcionando enquanto negocia com seus credores sob mediação da Justiça.


No entanto, para ela ser bem sucedida é imprescindível contar com uma boa consultoria financeira para realizar uma reestruturação interna da empresa, protocolar o pedido com recursos em caixa, mediar divergências entre a empresa e credores, entre outros.


Para uma recuperação judicial de sucesso, busque sempre por profissionais qualificados e de experiência de mercado.


Até a próxima!!!

MLuz Consultoria

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page