top of page

Recompra de ações pelas companhias apresenta um crescimento de 44% em 2021

Bolsa em queda, em 2021 o Ibovespa fechou com uma desvalorização de 11,93%, ações com preços atrativos, empresas capitalizadas e menos endividadas. Estudo feito com 200 companhias listadas na B3 indica que a dívida líquida dessas empresas passou de três vezes a geração de caixa em 2015 para 1,2 vezes em 2021.

A combinação desses fatores levou a um forte crescimento na abertura dos programas de recompra de ações em 2021, especialmente no segundo semestre, quando a desvalorização dos papéis se acentuou.


Foram 108 programas abertos no ano passado, segundo a base de dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O número representa alta de 44% em relação aos 75 anunciados em 2020.


Dezembro, com 18, foi o mês com mais recompras anunciadas. Janeiro de 2022 parece manter o ritmo, com nove anúncios na primeira quinzena.


A recompra de ações é uma transação em que a empresa adquire as ações de sua própria emissão com o objetivo de reduzir a quantidade de papéis em circulação e, dessa forma, aumentar o valor por ação pago na forma de dividendo.


A recompra é estratégica quando há dinheiro em caixa e o preço de mercado é considerado baixo em relação às perspectivas de longo prazo. Ela também é utilizada pelas companhias para sinalizar confiança na valorização do negócio.


Conte sempre com uma consultoria experiente e com profissionais qualificados para obter as melhores soluções.


Até a próxima!!!

MLuz Consultoria

34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page